Gengivite ou Periodontite? Entenda os sintomas, causas, fases e como tratar

A gengiva inflamada ou gengivite é uma doença que pode comprometer a saúde dos dentes. A inflamação é gerada pela placa bacteriana (biofilme), uma película aderente que se acumula no sulco gengival, quando a higienização não é feita de modo apropriado.

O osso e o tecido em que os dentes são fixados não são atingidos pela gengivite em estágio inicial. Contudo, a doença pode evoluir para a doença periodontal (ou periodontite), que acontece quando a inflamação afeta os tecidos por volta do dente.

Sintomas da gengivite

A doença pode apresentar vários sintomas. Geralmente, a pessoa com gengivite percebe vermelhidão incomum na gengiva, inchaço, sensibilidade e sangramento durante a escovação ou uso do fio dental.

A inflamação pode causar também retração gengival, dando a aparência de dentes mais longos. Além disso, é possível observar a formação de bolsas entre os dentes e a gengiva, por causa do acúmulo de restos de alimentos nesses espaços. A pessoa com gengivite pode apresentar ainda mau hálito (halitose) ou sentir mau gosto na boca.

Causas

As principais causas da doença gengival são:

  • Falta de higiene bucal, o que provoca o aparecimento de placas bacterianas nos dentes e na gengiva.
  • Má oclusão (mordida), falta de restaurações, produção insuficiente de saliva e efeitos colaterais de medicamentos.
  • Sintomas associados a outras doenças, como AIDS, diabetes, epilepsia, falta de vitaminas, herpes labial e leucemia ou reação alérgica.
  • Fatores genéticos.

Fases da doença

A doença periodontal pode ser dividida em três fases:

  • Gengivite: primeira etapa da doença, provocada pelo acúmulo de placas bacterianas. Pode ser tratada com a higienização bucal adequada, com a escovação e uso do fio dental diários, uma vez que o osso e os tecidos ao redor do dente não foram afetados.
  • Periodontite: nesta fase da doença, os ossos e as fibras que sustentam os dentes são prejudicados. O tratamento indicado é a higiene bucal intensa, a fim de evitar complicações mais graves.
  • Periodontite avançada: neste estágio, os ossos e as fibras que sustentam os dentes estão totalmente danificados, fazendo com que os dentes e a mordida sofram alterações.

Como tratar a gengivite

A higiene bucal adequada é o principal tratamento da doença gengival. A escovação correta dos dentes, o uso do fio dental e de enxaguatório bucal são as medidas básicas para tratar a gengivite.

A limpeza da boca e dos dentes realizada por um cirurgião-dentista é a forma mais eficaz para retirar as placas bacterianas e os tártaros. Nos casos mais graves, é indicado realizar um procedimento para aplainar as raízes dos dentes nas partes mais profundas, de modo que as alterações sejam amenizadas e as placas bacterianas não endureçam com facilidade.

As consultas regulares ao dentista previnem que a doença avance para estágios com danos irreversíveis, o que provoca a movimentação e até a queda dos dentes. O cuidado com a saúde dos dentes deve ser constante, pois, além de evitar dores e desconforto, possibilita que funções essenciais para o ser humano continuem sendo executadas, como processos de deglutição e comunicação.

 

Confira os últimos lançamentos em produtos para higiene bucal. Acesse aqui