O que causa mau hálito? Entenda!

O hálito, ar que sai pela boca com a expiração, pode sofrer alterações em seu cheiro por diversas causas, desde a má higiene bucal até doenças sistêmicas. A halitose, como o problema é conhecido, pode ser eliminada de forma simples, seja através da higienização bucal adequada ou do tratamento da causa do mau hálito.

Causas do mau hálito

A halitose pode ter diversas origens. Conheça as mais comuns:

Problemas bucais

Situações como boca seca (xerostomia), cáries dentárias, gengivite, periodontite e restaurações dentárias inadequadas agravam o problema de halitose, uma vez que retêm restos alimentares e dificultam a higienização.

Saburra lingual

A diminuição do fluxo salivar também é um agravante do mau hálito, pois favorece a formação da saburra lingual – placa bacteriana esbranquiçada que se forma na parte superior da língua.

A saburra é formada também por causa da descamação epitelial da mucosa bucal, isto é, de partículas de pele que se desprendem dos lábios e bochechas, facilitando a formação da placa.

Agravantes sistêmicos

Alho e cebola são algumas das comidas conhecidas por causar o mau hálito, de forma que o cheiro desagradável só desaparece quando esses alimentos saem do corpo. Além disso, o jejum prolongado também é causador do problema.

Doenças não tratadas como diabetes, hipoglicemia e disfunções nos rins, fígado e intestino podem provocar alterações desconfortáveis no hálito. Porém, essas causas são menos comuns, sendo responsáveis por menos de 10% dos casos.

Como combater o mau hálito

O primeiro passo para combater o problema deve ser a consulta odontológica, para que a causa do mau hálito seja diagnosticada e então tratada. Há várias maneiras de se combater a halitose, dependendo da sua origem. Se for diagnosticada com precisão, o tratamento geralmente é simples.

A higienização bucal adequada deve ser feita de forma intensa e constante, a fim de evitar que a halitose apareça ou se agrave. São algumas medidas de higiene para impedir o mau hálito:

  • Higienização diária: deve ser feita com boa escovação, uso do fio dental  e de enxaguante bucal.
  • Enxaguante bucal : é importante escolher um apropriado para ajudar a combater o problema, como os compostos por dióxido de cloro estabilizado, bactericida bastante eficiente na prevenção e tratamento de infecções, assim como na eliminação das principais bactérias causadoras das complicações da boca.
  • Limpeza de língua: pode ser realizada com raspadores especiais para a remoção da saburra lingual em nível leve, indicados principalmente para quem tem muita ânsia. Existem modelos com ou sem cerdas, assim como em diferentes formatos.
  • Produtos específicos: existem ainda soluções bucais feitas especialmente para quem sofre com mau hálito. Disponíveis em géis ou na forma líquida, semelhantes aos enxaguantes, esses produtos apresentam formulas que combatem os germes associados à halitose, neutralizam a ação das bactérias causadoras do problema e mantêm o hálito agradável.

Você sofre com halitose? Se você já sabe a causa do seu mau hálito, trate o problema e invista em produtos de boa qualidade para a higiene bucal. Manter o cheiro da sua boca agradável aumentará sua autoconfiança e autoestima, evitando traumas sociais e problemas de saúde.

Conheça aqui a seção exclusiva de produtos da Oralfarma para combater o mau hálito!

Deixe uma resposta