Retração gengival: o que é e como prevenir?

O cuidado com a saúde bucal deve ser diário e acompanhado de bons hábitos, como o simples fato de observar no espelho, sorrir para si e averiguar que está tudo certo. Entretanto, em algumas situações, os dentes passam a parecer maiores, o que, na realidade, trata-se de retração gengival, problema que deve ser tratado.

O que é retração gengival

O processo de retração da gengiva, também chamado de recessão gengival, acontece quando há uma redução da quantidade de gengiva que cobre o dente. A complicação ocorre de forma gradativa e pode afetar um ou mais dentes.

A retração gengival é um problema irreversível, porém, deve ser tratado por um profissional assim que diagnosticado, a fim de estabilizar o processo. A falta de tratamento pode gerar consequências graves como a perda óssea e do próprio dente, além dos incômodos imediatos, como halitose e hipersensibilidade dentinária.

Principais causas

As causas mais prováveis do aparecimento da retração gengival são:

  • Estrutura dentária: dentes mal posicionados, ou apinhamento dentário, podem forçar a gengiva e causar o problema, o que faz com que um osso maxilar cubra a raiz do dente de forma inadequada.
  • Hereditariedade: às vezes, o biótipo gengival favorece a recessão, por apresentar tecido fino ou mesmo insuficiente.
  • Doença periodontal: complicações como inflamação na gengiva (gengivite) e periodontite também podem ser a causa da recessão, devendo, portanto, ser tratadas.
  • Higiene inadequada: a escova incorreta dos dentes, realizada com muita força e com movimentos que forcem o tecido gengival podem provocar a retração.
  • Bruxismo: o ranger constante dos dentes, que ocorre geralmente à noite, é um fator de risco para o processo de retração gengival, além de prejudicar os músculos da mastigação.

Como prevenir

Prevenir o surgimento do incômodo ou estabilizá-lo o mais breve possível é a melhor maneira de evitar problemas graves para a saúde bucal e do organismo. Estão entre as principais formas de prevenção da recessão da gengiva:

Procedimentos odontológicos

Quando a recessão já estiver ocorrendo, deve-se realizar cirurgia de enxerto gengival, limpeza profissional com raspagem e alisamento radicular (principalmente em caso de doença periodontal) e outros procedimentos indicados pelo cirurgião-dentista para evitar o aumento do problema.

Higiene bucal correta

A higienização diária e realizada com movimentos corretos é a principal forma de prevenção de doenças bucais. Portanto, vale investir tempo adequado para cada escovação, evitando movimentos forçados, e em produtos que não prejudiquem o esmalte dentário e o tecido gengival, como escovas com cerdas macias, cremes dentais com baixa abrasividade e uso do fio dental.

Estilo de vida

Sabe-se que o hábito de fumar causa problemas em diversos aspectos para o indivíduo, incluindo incômodos sociais e saúde do organismo. O aparecimento da retração da gengiva também pode ser causado pelo fumo, uma vez que as substâncias presentes no cigarro atingem diretamente a mucosa de proteção da gengiva.

Os piercings colocados dentro da boca, independentemente do material em que são produzidos, também podem levar ao processo de recessão da gengiva, devido ao trauma causado pela repetição de toque do haltere no tecido gengival.

As consultas regulares ao dentista são outro hábito que deve ser mantido por quem quer garantir a saúde da boca. Seja para tratamento ortodôntico, de incômodos aparentemente leves, como o bruxismo, ou mesmo para prevenção, somente um profissional capacitado garantirá o estado de saúde oral perfeito e o acompanhamento adequado em longo prazo.

A retração gengival é causada por um conjunto de fatores, porém, sua prevenção pode ser feita com hábitos simples. Acesse nossa loja virtual e encontre os melhores itens para cuidar de você todos os dias, sem riscos de incômodos bucais.

 

 

Deixe uma resposta