Você sabia que o uso de alguns cremes dentais podem cortar os efeitos de tratamentos homeopáticos?

A homeopatia é um método de tratamento alternativo conhecido pela prescrição de compostos naturais, extraídos de fonte mineral ou vegetal. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprova o tratamento homeopático para a maioria das doenças, com exceção das consideradas graves.

Muitas pessoas aderem à homeopatia pelas vantagens que este tipo de terapia apresenta, tais como: a promoção da saúde, a visão holística do paciente, o estímulo às reações de defesa do organismo, a não intoxicação por medicamentos e a ausência de efeitos colaterais durante o tratamento.

Como funciona a homeopatia

O princípio base que norteia a homeopatia é a Lei dos Semelhantes, ou seja, os semelhantes curam semelhantes. Foi nessa afirmação que o médico alemão Samuel Hahnemann, criador do método, baseou-se para estudar e comprovar que é possível tratar um paciente com medicamentos que estimulem, em uma pessoa saudável, os mesmos sintomas da pessoa doente.

Os medicamentos homeopáticos são diluídos em água em uma escala que sobra pouquíssima substância na solução final, para não provocar o efeito reverso, ou seja, o aumento dos sintomas causados pela doença, de forma que possa piorar o quadro. Por isso, os fármacos homeopáticos líquidos comumente precisam ser agitados antes de serem utilizados.

O tratamento de homeopatia deve ser prescrito somente por um médico homeopata, que é o profissional habilitado para indicar o medicamento adequado às condições de saúde física e psicológica de cada paciente.

Cuidados durante o tratamento homeopático

Existem alguns cuidados especiais que devem ser tomados durante a realização de um tratamento homeopático, em especial com relação ao medicamento de homeopatia. Conheça algumas situações que cortam o efeito das medicações, de modo geral:

  • Ingestão logo após, antes ou junto às refeições;
  • Ingestão próxima à higienização da boca, principalmente com produtos químicos;
  • Uso de produtos com alecrim, alfazema, artemisia, cânfora, citronela, cipreste, eucalipto, flúor, lactato mentol (menthyl lactate), lavanda, malva, menta, naftalina, poejo, ratânia e sálvia;
  • Cheiros fortes, como de perfumes, produtos de limpeza e condimentos;
  • Utilização de conta-gotas de outro medicamento;
  • Emissão de radiação, como de celulares, carregadores, TV, micro-ondas e computadores.
  • Excesso de calor, umidade, poeira e luz.

Os pacientes de homeopatia precisam atentar-se ainda para outros fatos do cotidiano que podem interferir na terapia. São situações como a realização de procedimentos estéticos e odontológicos, exames médicos, tratamentos homeopáticos paralelos, visitas a ambientes como salão de beleza, academia e afins devem ser informadas ao médico homeopata, que devem ser informadas ao médico homeopata.

Cremes dentais possíveis

Os produtos para higiene pessoal podem ter alta interferência sob a ação do fármaco de homeopatia, pois são de uso frequente e, muitas vezes, contém substâncias que anulam o efeito pretendido.

Grande parte dos cremes dentes disponíveis no mercado contém flúor, por exemplo, além de cânfora e menta, em alguns casos. Porém, já existem produtos compatíveis com os compostos homeopáticos, que são os cremes dentais com agentes minerais suaves, os quais garantem a limpeza, o frescor e ainda protegem os dentes, sem restrições.

No Brasil, existem diversos produtos disponíveis à venda que podem ser usados  por pacientes em tratamento homeopático,  como o Creme dental Sel de Vie, da Edel White que você pode encontrar em nossa loja virtual.

Acesse nosso site e encontre os melhores produtos para sua saúde bucal e plena.

Deixe uma resposta