Dor de cabeça: a causa pode estar na sua mandíbula

Ter crises de dor de cabeça no decorrer da vida é bastante comum na população de modo geral. Para resolver o problema, normalmente realiza-se uma consulta com neurologista ou até mesmo a automedicação. Porém, a causa pode estar associada a uma disfunção na região da mandíbula, sendo necessário, assim, um diagnóstico odontológico.

O que é DTM

As disfunções temporomandibulares (DTMs) são problemas funcionais na articulação temporomandibular (ATM), como também nos músculos que geram os movimentos da mandíbula, cabeça e pescoço. Existem três tipos de DTM:

  • Artogênicas: causadas por doenças sistêmicas, as quais provocam o desgaste das articulações; doenças infecciosas e inflamatórias.
  • Miogênicas: causadas por hábitos parafuncionais, isto é, sem funcionalidade, como mascar chicletes, bruxismo (ranger dos dentes), roer unhas e pontas de caneta. Com o tempo, a repetição dessas práticas provoca a fadiga dos músculos da mastigação.
  • Mistas: desenvolvem-se a partir de um conjunto de sintomas artogênicos e miogênicos.

Dor de cabeça e DTM

A mordida cruzada e a má oclusão geradas pela DTM provocam a sobrecarga muscular, que, por sua vez, gera a tensão na cabeça, na região entre a sobrancelha e o ouvido.

A consequência da tensão da musculatura é a dor de cabeça, caracterizada pela sensação de um aperto na região. Além disso, esse tipo de cefaleia pode agravar o quadro de problemas afins, como a enxaqueca.

Complicações como dificuldade para abrir e fechar a boca, dores no ouvido e no pescoço também podem estar associadas à DTM. Por isso, é importante identificar a origem das dores de cabeça o quanto antes, bem como realizar o tratamento apropriado.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico da dor de cabeça relacionada à DTM é realizado por um cirurgião dentista habilitado. Inicialmente, faz-se um exame físico, palpando os músculos e a ATM. Caso permaneça alguma dúvida, o profissional pode solicitar exames complementares, como tomografia computadorizada e ressonância magnética.

O tipo de tratamento mais indicado para DTM envolve o relaxamento dos músculos da mastigação, readequação da postura da mandíbula e alongamento dos músculos da mandíbula. Para isso, de acordo com o caso, recomenda-se o uso de placas de mordida, exercícios fonoaudiológicos e fisioterápicos, acupuntura e medicamentos.

As cirurgias que envolvam a ATM são realizadas apenas em casos graves e indispensáveis, devido ao risco cirúrgico, que engloba outras áreas não relacionadas à disfunção.

Prevenção de dor de cabeça associada à DTM

A melhor forma de prevenir a dor de cabeça causada pela DTM é relaxar a musculatura da mandíbula. Portanto, é de extrema importância seguir à risca o tratamento indicado pelo dentista e outros profissionais responsáveis, como fisioterapeuta e fonoaudiólogo.

Evitar hábitos inapropriados, como ranger dos dentes, apoiar a cabeça nas mãos pela mandíbula e roer as unhas, além de manter a postura correta da cabeça e pescoço ajudam a relaxar os músculos que provocam a cefaleia.

O cuidado constante com a saúde é a principal demonstração de amor próprio e respeito à vida. Siga nossas dicas pelo blog e mantenha hábitos saudáveis. Assim, você cuidará cada vez melhor de si.

E confira em nosso site os melhores produtos para cuidar da sua Higiene Oral.

Deixe uma resposta