Afta: o que é e como prevenir

As aftas, ou estomatites aftosas recorrentes, são aquelas pequenas feridas que aparecem na cavidade bucal e incomodam especialmente no momento das refeições. O problema é muito comum entre a população e as causas estão normalmente ligadas à baixa imunidade, infecções e complicações dentro da boca.

O que é afta

Difícil encontrar alguém que nunca teve afta ou não tem um conhecido com o problema. As úlceras aftosas, como também são conhecidas, são pequenas lesões bucais arredondadas com cerca de um centímetro de diâmetro, revestidas por uma membrana branca ou amarelada e com uma mancha vermelha ao redor.

Os locais mais comuns em que o desconforto aparece são na língua e nas paredes bucais internas. Contudo, pode desenvolver-se em outras áreas, como na base da gengiva.

As feridas são superficiais, podendo ser diagnosticadas e tratadas pela própria pessoa afetada. Além disso, o incômodo desaparece em dias ou, no máximo, semanas. Ainda assim, é um problema que deve ser evitado, a fim de impedir o desconforto na região da boca, causando outras complicações, como a dificuldade para se alimentar e/ou realizar a higienização diária.

Fatores de risco

Existem alguns fatores que contribuem para o surgimento das aftas, variando de acordo com cada paciente. Portanto, é importante conhecê-los, para evitar o surgimento das feridas, na medida do possível. São eles:

  • Aparelhos dentários: facilitam o aparecimento de lesões devido à modificação de movimentos, como os de oclusão e mastigação.
  • Baixa imunidade: este um dos principais fatores para o desenvolvimento das aftas.
  • Medicamentos: alguns fármacos comprometem a imunidade, colaborando, assim, para o aparecimento de aftas.
  • Quimioterapia e radioterapia: os tratamentos para combater o câncer são muito invasivos, de modo geral, e geram efeitos como a baixa imunidade, boca seca e o desenvolvimento de lesões na boca.

Como prevenir aftas

As aftas não são contagiosas e podem apresentar causas inevitáveis, como a idade e o histórico familiar. No entanto, há algumas medidas muito eficientes para prevenir o incômodo. Conheça algumas delas:

Higienização

Machucar a cavidade bucal durante a escovação dos dentes é bem comum entre pessoas que realizam a limpeza de forma inadequada ou com produtos de baixa qualidade.

Vale investir, portanto, em escovas com cerdas macias, cremes dentais e enxaguantes sem lauril sulfato de sódio (LSS), ou Sodium Lauryl Sulfate, além de dedicar um tempo apropriado para fazer a escovação, sem ferir a gengiva, língua ou a parede interna da boca.

Alimentação

A ingestão de alimentos muito ácidos, como o abacaxi e limão, pode favorecer o desenvolvimento de aftas. Isso acontece devido a uma reação imunológica comum em algumas pessoas, a qual destrói a mucosa da boca.

Os alimentos muito açucarados como gomas de mascar, a intolerância ao glúten e à lactose, bem como a falta de nutrientes decorrente da alimentação não saudável são outros fatores que podem ser cuidados na prevenção contra aftas. É importante cuidar para não levar comidas e bebidas muito quentes à boca, as quais provocam mini traumas e feridas.

Hábitos

Fatores emocionais, estresse cotidiano e hábitos como o tabagismo também influenciam no desenvolvimento de lesões na boca. A prática de hábitos saudáveis faz bem para todo o organismo, incluindo a saúde bucal. Os cuidados com o estilo da vida que se leva devem ser constantes e levar em conta os benefícios para o organismo em longo prazo.

Em quais situações você costuma ter aftas? Compartilhe conosco nos comentários.

Encontre em nosso site, produtos para tratamento de aftas, além dos cuidados para sua higiene oral.

Deixe uma resposta